DEPRESSÃO: IDENTIFICAR AS CRISES, PLANEJAR PARA EMERGÊNCIAS

Sabe-se que os estresses podem levar à melancolia e à depressão. Com frequência um fardo ou um evento não acontecem sozinhos. É comum ele arrastar consigo um segundo ou outros mais. Uma situação de crise expande-se, paralisa cada vez mais, e a espiral da depressão gira mais rápido do que o esperado.

É possível precaver-se contra as crises. É possível evitar principalmente a expansão das crises. Para isso, é importante que você aceite que crises existirão e que tensões aparecerão. Além disso, é importante saber que fardos específicos poderão lhe afetar e a quais deles você reage de forma mais intensa.

Não espere que aconteçam mais coisas. Quando souber da iminência de uma situação tensa, previna-se. Vale a regra de que, numa tensão, você já tem bastante coisa para fazer e não precisa de mais. Portanto, se souber que, por exemplo, precisa ir ao hospital, tente não deixar que outras tensões apareçam ou, no mínimo, não se preocupe com outras crises.

Durante uma crise, planeje cuidadosamente o decorrer do dia e da semana. Cultive contatos agradáveis, converse com conhecidos e amigos sobre suas tensões. Controle seus pensamentos. Não se deixe acuar de novo e de forma automática no canto negativo de seu pensar. Utilize a interrupção e as fichas de pensamento. Organize-se direcionando-se um objetivo.

Procure ajuda! Não é vergonha buscar ajuda de um médico ou um psicólogo durante as crises.

Quem reflete e planeja somente durante uma situação de emergência tem dificuldades e fracassa facilmente. Por esse motivo, o planejamento antecipado faz bem. Então, elabore já um plano de emergência.

Exemplo: Meu plano de emergência

1º passo: Parar! Observar seu estado, refletir.

2° passo: Ligar para João ou Maria, conversar abertamente.

3º  passo: Afastar-se das pressões, sem outras crises.

4º  passo: Fazer novamente o registro diário, avaliar com precisão.

5º  passo: Planejar e manter atividades agradáveis, menos obrigações.

6º  passo: Buscar ajuda com doutor X, conversar abertamente.Deixe o plano de emergência pessoal sempre pronto e teste tudo antes.

O importante é não experimentar ou provar algo novo durante uma situação de crise, mas ater-se ao que deu certo. Em situações de crise, siga fielmente o plano!